Carta Portuguesa para a Diversidade

 

 

 

Esta manhã (31 de Março) no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, 40 entidades empregadoras assinaram a Carta Portuguesa para a Diversidade de que a APSHSTDC  é uma das subscritoras.

 O documento inédito em Portugal resulta de uma produção colectiva de empresas e diversas organizações privadas e públicas, e de uma parceria  entre o GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, a Fundação Aga Khan e as entidades públicas responsáveis pela Igualdade de género e Igualdade de oportunidades: Alto Comissariado para as Migrações (ACM), Instituto Nacional para a Reabilitação (INR, I.P.), Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG) e Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE).

Em linha com os esforços encetados pela Comissão Europeia na implementação de uma Carta de Diversidade em todos os países pertencentes à União Europeia, Portugal assinala este ano o seu compromisso com uma caminhada conjunta de trabalho e partilha rumo a uma sociedade mais igualitária, diversa e coesa.

A Carta,  é um compromisso já assumido noutros 15 países, e constitue uma ferramenta para todas as organizações  empenhadas em reconhecer, respeitar e valorizar a(s) diferença(s) entre as pessoas relativas ao sexo, identidade de género, orientação sexual, etnia, religião, credo, território de origem, cultura, língua, nacionalidade, naturalidade, ascendência, idade, orientação política, ideológica ou social, estado civil, situação familiar, situação económica, estado de saúde, deficiência, estilo pessoal e formação.

As organizações signatárias , assumem a Diversidade como um imperativo ético , traduzindo-se num principio basilar e orientador da sua actuação interna e externa , fazendo parte dos seus valores e da sua identidade institucional.

Veja aqui as organizações signatárias.